Data de nascimento: 19/12/1975
Altura:1.58m

Angela Ribeiro é uma atriz paraense, publicitária, formada na UFPa com especialização em criação pela ESPM. Como redatora conquistou prata no Prêmio POPAI Brasil, Colunistas e NY Festivals. Também Cursou três anos de psicologia na Unama, Universidade da Amazônia. Atriz formada pela Escola de Arte Dramática da USP e pelo CPT, Centro de Pesquisa Teatral, dirigido por Antunes Filho. Dramaturga formada pelo SESI Britsh Council, premiada pelo Shell em 2018 com texto REFLUXO, dirigido por Eric Lenate. Escreveu e dirigiu as peças Boletim, apresentada no Curto Circuito do MOTIN e Poderia Ter Sido, apresentado na Satyrianas em 2016. Desde 2012 integra o Grupo de Pesquisa de Cinema AP43. No teatro foi dirigida por Georgette Fadel, Paulo Maeda, Bete Dorgan, Mirian Rinaldi, Rodolfo Vasquez, Rogerio Toscano, Luis Damasceno, Jose Fernando Azevedo, Thiago Balieiro, Rodrigo Audi e Roberto Audio entre outros. Atuou em todos os espetáculos da Cia. Bruta de Arte. É uma das dramaturgas do espetáculo Quantos Segundos Dura Uma Nuvem de Poeira e também do espetáculo infantil Oliver Twist, indicado em três categorias no Prêmio Aplauso Brasil, incluindo dramaturgia. Compõe também o núcleo de escrita do coletivo Eco Teatral. No cinema protagonizou e é coautora do curta Sophia dirigido por Alexandre Carvalho, do AP43. Fez os curtas RESSACA de Mabel Lopes e O Amor Que Não Ousa Dizer Seu Nome de Bárbara Roma, vencedor do Kynoforum em 2013, os longas Caju com Pizza de Francisco Ramalho, Do Lado de Fora de Alexandre Carvalho, A Grávida da Cinemateca de Christian Sagard, Corações Sujos de Vicente Amorim e as séries Lili a Ex da GNT, PSI da HBO, 171-Negócio de Família e Rotas do Ódio da Universal, Os Experientes, Vade Retro e Carcereiros da Rede Globo. Atualmente integra o grupo de estudos de escrita cinematográfica com o cineasta André Colazzi. Participou do evento Dramaturgias realizado no SESC IPIRANGA, onde compôs a mesa “Por uma Dramaturgia de Mulheres”.